Há um livro de 1420 que contém urina de gato em uma de suas páginas. O autor do manuscrito até escreveu na página “Maldito seja o gato pestilento que urinou sobre este livro durante a noite em Deventer ... e cuidado para não deixar livros abertos à noite onde os gatos podem vir”.

Este manuscrito medieval amaldiçoa o gato que fez xixi nele

O que acontece quando um gato se esgueira e faz xixi em todo o precioso manuscrito que você passou meses de sua vida escrevendo? Se você é um monge do século 15, deixa um bilhete amaldiçoando o gato e segue em frente com sua escrita.

O blog medievalfragments explica que este manuscrito foi escrito por um escriba de Deventer por volta de 1420. Os gatos eram comuns em bibliotecas medievais porque eles caçavam os vermes que viam as páginas como um deleite saboroso. Infelizmente, onde há gatos, também há urina de gato, como um escriba aprendeu da maneira mais difícil. Ele respondeu de uma forma bastante divertida, apontando as mãos para a mancha e escrevendo:

Hic non defectus est, sed cattus minxit desuper nocte quadam. Confundatur pessimus cattus qui minxit super… Leia mais

Fonte: https://io9.gizmodo.com/this-medieval-manuscript-curses-the-cat-who-peed-on-it-1502884468