Página Inicial » Sem categoria » A CIA revelou uma arma de “ataque cardíaco” em 1975. Uma arma movida a bateria que disparou um dardo de água congelada e toxina de marisco. Uma vez dentro do corpo, ele derreteria, deixando apenas uma pequena marca vermelha na vítima por onde entrou. A causa oficial da morte sempre seria um ataque cardíaco.

A CIA revelou uma arma de “ataque cardíaco” em 1975. Uma arma movida a bateria que disparou um dardo de água congelada e toxina de marisco. Uma vez dentro do corpo, ele derreteria, deixando apenas uma pequena marca vermelha na vítima por onde entrou. A causa oficial da morte sempre seria um ataque cardíaco.

Conspiração: 8 teorias longínquas que se revelaram verdadeiras

PISTOLA DE ATAQUE CARDÍACO DA CIA

Mary Embree, que começou sua carreira na CIA como secretária na Divisão de Vigilância de Áudio antes de ser promovida para o departamento de Serviços Técnicos, diz que foi solicitada a pesquisar um veneno que induziria um ataque cardíaco em sua vítima, mas seria indetectável em uma autópsia. A pesquisa de Embree levou ao desenvolvimento de uma arma ultrassecreta conhecida como "arma de ataque cardíaco".

Envolveu o congelamento de toxina de moluscos misturada com água para formar um dardo congelado que seria disparado da arma de ataque cardíaco. Uma vez dentro do corpo, o veneno se dissolvia na corrente sanguínea da pessoa e causava um ataque cardíaco.

Em 1975, o Diretor da CIA William Colby apresentou a arma em uma audiência do Comitê da Igreja, cha ... Continue lendo (leitura de 1 minutos)

Deixe um comentário

%d bloggers como este: