O filho mais velho de Kim Jong Il, Kim Jong Nam, era esperado para suceder ao governo de seu pai até que ele foi pego tentando se esgueirar para o Japão para ir para a Disneylândia. Assim, aquela viagem à Disneylândia o impediu de ser o governante supremo da Coreia do Norte.

Kim Jong-nam

Em maio de 2001, Kim foi preso no Japão ao chegar ao Aeroporto Internacional de Narita, acompanhado por duas mulheres e um menino de quatro anos identificado como seu filho. Ele estava viajando com um passaporte falsificado da República Dominicana, usando um pseudônimo chinês, Pang Xiong. Depois de ser detido, ele foi deportado para a China, onde disse que estava viajando para o Japão para visitar a Disneylândia de Tóquio. O incidente fez com que seu pai cancelasse uma visita planejada à China devido ao constrangimento que isso lhe causou.

2001–2005: Perda de favor

Até o incidente em Tóquio, esperava-se que Kim se tornasse o líder do país depois de seu pai. Em fevereiro de 2003, o Exército do Povo Coreano iniciou uma campanha de propaganda sob o slogan “A Mãe Respeitada é o Sujeito Mais Fiel e Leal ... Leia mais

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Kim_Jong-nam#2001:_Tokyo_Disneyland_incident